terça-feira, 29 de novembro de 2016

As Trevas de Baltar - Henrique Anders


Título| As Trevas de Baltar
Autor| Henrique Anders
Editora| Épica
Páginas| 256

Olá meus amores! Sei que tenho andado desaparecida, mas estou na época de frequências e agora trabalho em part-time, o que é ótimo, mas fico mesmo sem tempo disponível. No entanto, hoje trago-vos uma resenha muito especial, porque é de um livro que me foi cedido pelo autor (tinha-vos falado sobre a parceria aqui). Mais uma vez agradeço muito ao Henrique Anders por me ter contactado, ser super simpático nos e-mails e me colocar super à vontade para dar a minha opinião sincera.Vamos lá!

Este livro traz-nos um mundo dominado por um soberano que se tornou um demónio imortal, a quem chamam de Baltar. O mundo está sem esperança, mas então nasce Dutsan, um menino que imana uma luz especial, e assim, com a sua família, esconde-se junto dos canimatas, uma raça que há muito não mantem contacto com os humanos. 

Apenas quero contar-vos isto porque quero que partem para a história tal como eu, sem saber absolutamente nada, e que aos pouquinhos vão descobrindo as coisas e deliciando-se. Conforme a leitura eu ia criando teorias e mais teorias, e cada uma delas ia sendo desfeita. Não vou dizer que não consegui antecipar o final, porque consegui, devido a um outro livro que eu tinha lido e em que aconteceu algo parecido (não refiro o nome porque caso tenham lido esse mesmo livro então já percebem qual é o final deste também) e confesso que fiquei desiludida.

Os personagens vão nos conquistando ao longo das páginas! Baltar despertou um sentimento muito forte em mim, cheguei a fazer algumas comparações na minha cabeça entre ele e o Monstro da Bela e do Monstro, daí o final me ter desiludido bastante. Eu teria desenvolvido o final de uma maneira diferente, pois depois de uma grande demanda senti que o derradeiro fim foi algo abrupto.

Acho que o autor também poderia ter explorado um bocadinho mais o mundo que ele próprio criou, assim como os poderes do Dutsan que não são assim tão mencionados e eu, como amante de magia, queria mais, muito mais. Apesar de pessoalmente não gostar deste personagem, pronto falei

Apesar dos pontos negativos, foi um livro que gostei bastante (exceto o final), achei a escrita leve e rápida na medida certa, o que nos faz querer ler só mais um capítulo ahahaha Para além disso tem ilustrações maravilhosas e muito necessárias, visto que nos mostra algumas das criaturas criadas pelo autor e assim temos a ideia certa daquilo que ele pretendeu criar.

Aconselho bastante e quero ler mais obras do Henrique Anders além de que será um prazer poder manter contacto porque é sem dúvida uma pessoa fantástica e amorosa. Obrigada mais uma vez! ❤

Beijinhos

sexta-feira, 18 de novembro de 2016

[Parceria] - Henrique Anders

Hoje trago uma notícia muito boa! Consegui mais uma parceria, desta vez com o autor Henrique Anders, e fiquei tão entusiasmada que até já acabei o livro, mas esqueci-me de vir dar-vos a novidade hehehe Este post é só para vos deixar com "água na boca" e conhecerem um pouquinho mais do autor e da obra. Em breve resenha aqui no blog por isso é só aguardarem 😋


Sinopse: Os antigos doze Reinos há muito colapsaram e as terras eram agora regidas por um novo soberano que decidiu destruir tudo e todos. Movido por vingança e sede de sangue, Baltar rodeou-se de poderosas forças negras e construiu-se a si mesmo. Sem misericórdia, transformou a fé e a esperança em lamentos e descrença e mergulhou o mundo no mais opaco breu. Porém, os dias e as noites são cheios de segredos e até no meio da escuridão e da secura uma vida pode nascer. Os desígnios dos deuses são misteriosos e Dutsan nasceu com algo especial. Para protegê-lo, a sua família foi obrigada a fugir e ele cresceu no meio dos Canimatas, uma raça conhecida por não gostar de humanos e a quem chamavam de os guardiões de dragões. O jovem Dutsan terá de enfrentar os seus medos e descobrir as suas próprias verdades. Na companhia dos seus amigos estranhos vai embarcar numa aventura que poderá mudar as suas vidas.

Henrique Anders nasceu em 1978, na longínqua cidade de Tuparendi no Brasil. Com 20 anos mudou-se para Portugal com parte da família, onde permanece e pretende ser sepultado. Tem por hábito perder-se nos mais variados mundos, de onde sempre regressa carregado das coisas mais estranhas. Na vida real, é pai da Cinderela mais linda e mora onde termina o arco-íris. Ganha o pão como programador informático e escreve apaixonadamente sobre borboletas e amoras. Facebook: https://www.facebook.com/henriqueanders.autor 
Beijinhos

quarta-feira, 16 de novembro de 2016

Tag - A Bela e o Monstro

Olá meus amores! Tudo bem?
Depois de eu ter delirado completamente com o novo trailer de A Bela e o Monstro com a Emma Watson, eis que a fofa da Catarina do Nerd e Chique parece que me lê os pensamentos e me indicou para uma tag (mais uma vez muito obrigada mesmo 😍). A criadora foi Kirsty and the Cat Read.

Um conto tão velho quanto o tempo
Um tema ou cliché popular do qual não te aborreces
Sem dúvida, o cliché bad boy vs. menina inocente. Na verdade eu queixo-me, mas acabo sempre por ler livros deste tipo e gosto sempre. O que se há de fazer?!

Bela 
Um livro que compraste pela capa mas que é igualmente "bonito" por dentro
A Maldição do Tigre, que acabou por ser mesmo uma agradável surpresa e a série entrou para a minha lista de favoritos. Aconselho toda a gente a dar uma verdadeira oportunidade, mesmo a protagonista sendo chatinha.

Monstro
Um livro do qual não esperavas muito mas que, no fim, foi uma agradável surpresa
Academia de Vampiros era uma das séries a quem eu mais torcia o nariz, que dizia que com certeza seria apenas mais uma série sobre vampiros e... pumba, paguei pela língua, e é das minhas séries favoritas.

Gaston
Um livro que todos adoram menos tu
Eleanor & Park! Na verdade, todos os livros da Rainbow Rowell, pelos menos os que li até agora. Acho desta autora, o único que tem uma hipótese de eu vir a gostar é o Carry On, mas que ainda não foi lançado por cá.
LeFou
Um "companheiro" leal que não consegues deixar de gostar mais do que a personagem principal
Como sou do contra, escolho dois personagens que gosto mais do que os protagonistas da série, no caso Shadowhunters: odeio o Jace, a Clare irrita-me e amo o Simon e o Magnus.
Sra. Spott, Chip, Lumiere e Cogsworth
Um livro que te ajudou num período difícil ou que te ensinou algo de valioso
Depois dos Quinze ajudou-me bastante a pensar de maneira diferente sobre determinados assuntos, nomeadamente, e principalmente, no que diz respeito ao amor.

Qualquer Coisa/Something There
Um livro ou série que não gostaste muito à primeira mas que leste até ao fim
Ainda não li, mas estou a ler, a série do Pierce Brown. Li o primeiro e não me agradou assim tanto, mas decidi partir para o segundo, que estou a ler neste momento, e acho que vou ler o último para terminar a trilogia.
Pra Jantar/Be Our Guest
Um personagem fictício com o qual adorarias jantar
Tem que ser só um? Eu adorava jantar com o Harry, o Ron e a Hermione quando eles eram mais novinhos. Com certeza seria um jantar inesquecível e muito engraçado.

E é isto! Não vou passar a tag a ninguém porque como ando afastada não sei quem já respondeu ou não, mas caso a queiram fazer, sintam-se tagueados :)

Beijinhos

quarta-feira, 2 de novembro de 2016

Beijos Infernais - Vários Autores [e-book]

O único livro que consegui ler com uma temática assim mais virada para o Halloween ;) Mesmo assim esperava outra coisa, pois li da mesma coleção, Formaturas Infernais e achei as histórias mas sinistras do que estas que, na minha opinião, focam-se na maioria no romance. Mas acho que a intenção era mesmo essa não é verdade? Vê-se pelo nome, né?

Luz do Sol - Richelle Mead
Este primeiro conto vai ser uma delícia para os fãs de Academia de Vampiros, porque a autora mostra-nos mais desse mundo, sendo que os nossos protagonistas, Eric e Rhea, são Moroi. Para além disso há algumas ligações com a série que se estiverem atentos podem perceber. Não dá para falar muito da história sem dar spoilers, visto que os contos são sempre pequeninos, mas eu gostei muitoooo e por mim eu leria um livro inteiro sobre estes personagens, porque para mim é quase como um spin-off.

Ressuscita-me - Alisson Noel
É daqueles contos que nos parece simples mas que tem algumas caraterísticas que o elevam e um mistério que nos faz querer continuar a ler para saber o que se passa. Retrata um pouco a história do Drácula, mas com personagens atuais. Gostei muito e achei os protagonistas, Danika e Bram, cativantes!

Acima - Kristin Cast
Escrito em poema que é algo que, pessoalmente, não me agrada de todo! História bastante confusa no início e que para falar a verdade não se fez entender inteiramente. No entanto, acabei por me afeiçoar aos sentimentos estranhos que os personagens sentem e me fizeram sentir e o final deixou-me o coraçãozinho apertado.

Caçando Kat - Kelley Armstrong
Melhor conto! Já quero ler tudo que esta mulher escreve, mas infelizmente, cá em Portugal, ainda não temos nenhuma obra dela traduzida. Eu leria uma série inteira com esta história e com estes personagens. Adorei os protagonistas, adorei o facto de introduzir um tema que achei muito interessante - jovens que são geneticamente modificados para se tornarem em vampiros, adorei o ritmo, a escrita... Amei tudo!

Lilith - Francesca Lia-Block
Inicialmente estava a gostar, mas depois em vez de melhorar foi ficando cada vez mais confuso e sinceramente não percebi, ou não quis perceber, aquele final. No entanto, algumas pessoas pode achar interessante pois trás uma "criatura" não muito explorada - os súcubos.

No geral foi um livro interessante para passar o tempo e que valeu a pena pelos contos da Richelle Mead e da Kelley Armstrong. Espero delas livros inteiros com estas histórias maravilhosas.

Beijinhos

segunda-feira, 31 de outubro de 2016

Recomendações para o Halloween!!!

Chega o final do mês de Outubro e toda a gente faz recomendações de livros, filmes e séries de terror mas... acho uma injustiça! Há pessoas que, tal como eu, são super medricas e que não gostam de coisas desse género, e foi a pensar nisso que decidi fazer este post. Trago-vos as minhas próprias recomendações, que apesar de terem uma vibe mais "dark" não são propriamente de terror, mas que combinam muito com esta data.
Para filme aconselho Coraline [www]. Pode parecer estúpido, afinal é suposto ser uma história infanto-juvenil, mas vão por mim, tanto o livro como o filme, conseguem deixar-nos totalmente arrepiados com a quantidade de cenas estranhas e bizarras que acontecem. Eu fiquei com medo após ter visto o início deste filme à noite, e por isso deixei para ver no dia seguinte à tarde ahahaha Mas é uma história interessante!
Um bom livro é O lar da Srta. Peregrine para Crianças Peculiares. Demorei bastante para ler este livro, porque achei que iria ser muito mais assustador. O que acontece, na minha opinião, é que não é a história em si que é assustadora, mas a edição do livro. Daí eu não ter ficado com medo, porque li em e-book e eu limitava-me a passar à frente, mas se pegarem na edição física, há imagens realmente bizarras, e o que as torna estranhas é que nenhuma delas foi manipulada... São todas reais!
Stranger Things! Acho que podia só deixar aqui o nome da série e retirar-me hahahaha mas pode sempre haver uma ou outra pessoa que não conheça. Esta série, tal como o próprio título indica, começa por nos mostrar algumas situações estranhas que estão a acontecer num certo local: o desaparecimento de um menino, aparecimento de uma menina estranha, entre outras coisas. Vi a série inteira em apenas dois dias e já preciso da segunda temporada para ontem.

E é isto! Espero que gostem e que aproveitem bem as minhas sugestões. Caso tenham recomendações diferentes deixem nos comentários, e caso já tenham visto ou lido digam-me qual a vossa opinião, ok? :)

Beijinhos

sábado, 29 de outubro de 2016

Em breve: A Química - Stephenie Meyer



Sinopse: "Neste thriller empolgante, uma ex-funcionária perseguida pela agência governamental para a qual trabalhava tem de executar uma última missão para limpar o seu nome e salvar a sua vida. Apesar de trabalhar para o governo dos EUA, poucos sabiam disso. Considerada uma especialista, era um dos elementos mais ocultos de uma agência tão secreta que nem sequer tem nome. Quando entenderam que a sua ex-funcionária os punha em perigo, tomaram de imediato a decisão de a perseguir. Agora, ela tem de mudar constantemente de lugar e de identidade. Os seus perseguidores mataram a única pessoa em quem confiava, mas as informações secretas que guarda são uma ameaça, por isso estão determinados a eliminá -la o mais rapidamente possível. Quando o seu antigo supervisor lhe propõe uma alternativa para sair desta situação, ela crê estar perante a única oportunidade de escapar. Para tal, terá de aceitar uma última missão para a agência. Infelizmente, cedo compreende que as informações que lhe foram transmitidas a colocam numa situação ainda mais perigosa. Decidida a lutar, prepara-se para o confronto mais difícil da sua vida, mas dá por si apaixonada por um homem que apenas complica as suas possibilidades de sobrevivência. À medida que essas possibilidades escasseiam, vê -se obrigada a usar os seus talentos únicos de formas que nunca imaginou. Neste novo romance, Stephenie Meyer criou uma nova heroína determinada, fascinante e com talentos únicos, demonstrando mais uma vez o que a leva a ser uma das autoras mais admiradas da atualidade."
E eu não estou a saber lidar com esta situação! Como assim ela lança um livro e não é Midnight-Sun nem a continuação de Nómada? E desde quando é que ela escreve coisas deste género?! Estou super curiosa mas com um bocadinho de medo, visto que este tipo de livro não se insere muito nos meus gostos. Mas é claro que já quero para ontem!
Sai dia 8 de Novembro...
Mas já encontram em pré-venda na wook!

Beijinhos

sexta-feira, 28 de outubro de 2016

Ganhei um passatempo para uma ante-estreia!

Pois é! Leram bem! Aqui a menina que nunca ganha nada, mas participa em tudo, desta vez ganhou um passatempo no facebook da Editorial Presença, para assistir à ante-estreia do filme "Cinco Minutos Depois da Meia-Noite", no dia 2 de Novembro. #ansiosa

Beijinhos